MENSAGENS


ERGUEI OS VOSSOS OLHOS

Mensagem para clula 28/10/2013

No dizeis vs que ainda h quatro meses at ceifa? Eu, porm, vos digo: erguei os olhos e vede os campos, pois j esto brancos para a ceifa(Jo 4.35)

INTRODUO

1. No temos que transferir esta to grande responsabilidade. um verdadeiro desafio, mas nada de nos assustar; pois, a final de contas somos discpulos e seguidores de Jesus Cristo; aquele que foi transpassado pelas nossas transgresses e modo pelas nossas iniquidades; o castigo que nos trs a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos ns andvamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre Ele iniquidade de ns todos. Ele foi oprimido e humilhado, mas no abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, no abriu a boca (Is.53.5-7)

2. Sendo Jesus nosso Mestre e Senhor, suportou toda sorte de ultraje e no reclamou, mas tomou sobre si os nossos pecados e as nossas dores e enfermidades, sem abrir a sua boca, que diremos ns, os continuadores do seu Ministrio?

3. Viso espiritual, cabea erguida, sentimento de compaixo, amor de Deus no corao, amor ao prximo, para am-lo como a ns mesmos, so os fatores que nos impulsionam ao evangelismo, colheita do trigo que j est branco para a ceifa.

4. Quando deixamos de olhar para o mundo com olhos naturais, o Esprito Santo nos tornar sensveis, e poderemos sentir compaixo, misericrdia pelos que esto andando para o inferno, s segas, sem a luz do Evangelho de Cristo, e lhes anunciaremos o Evangelho da graa, da paz, da f, do amor e da esperana, a tempo de fora de tempo, quer seja oportuno ou no.

5. Quando olhamos e vemos os campos brancos para a ceifa, o nosso corao arde de amor ao prximo. O que mais queremos resgatar, ganhar vidas para Cristo Jesus.

6. O Tema deste ano, na Festa de Tabernculos, foi: COLHEITA!

. O tema da nossa festa de 15 anos de Betel : COLHEITA!

. Oremos para que todos os discpulos de Jesus desta gerao tenham esta viso

dos campos brancos para a ceifa; mormente os que esto sob a nossa liderana.

7. O Apstolo Paulo, escrevendo aos cristos em Roma, diz:

Todo aquele que invocar o nome do Senhor ser salvo. Como, porm, aquele de quem nada ouviram? E como ouviro se no h quem pregue? E como pregaro se no forem enviados? Como est escrito: quo formosos os p dos que anunciam coisas boas(Rm 10.13-15)

. Quando o pecador morre nos seus pecados porque no teve a oportunidade de ouvir o Evangelho, a culpa de todos ns.

. Quando algum enviado e no vai, a culpa quem no foi.

. Quando algum deve enviar e no envia, a culpa de quem no enviou.

. Mas quo formosos os ps dos que anunciam coisas boas

8. Ns no temos condies, naturalmente, de motivar os nossos discpulos a pregarem o Evangelho a toda criatura, a tempo e fora de tempo. Precisamos fazer a orao que Elizeu fez, para que o seu moo pudesse ver o exercito de Deus, de carros e cavalos de fogo, ao redor de Elizeu (II Reis 6:17) - E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peo-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moo, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu; para o Senhor abrir os olhos dos nossos discpulos, para que vejam os campos brancos para ceifa; pois ensinar, discipular, que to necessrio, no basta.

9. A colheita natural tem o seu tempo determinado; mas a colheita espiritual de vidas para Cristo, no tem um tempo determinado do ano; o tempo hoje; a colheita feita em todo tempo, pois todos os campos j esto brancos para a ceifa.

10. Vamos orar e incentivar os nossos discpulos, a fim de que eles vejam o mundo com olhos espirituais, tenham sentimentos espirituais, tenham mente espiritual, sejam tomados de compaixo pelos perdidos, assim como Deus, por ns, quando deu o Seu Filho; assim como Jesus, quando deu a sua vida para nos salvar todo aquele que nele crer.

CONCLUSO

No estaremos passando apenas um tempo na terra, esperando a vinda de Jesus. O nosso tempo na terra para pregar o evangelho a toda criatura, ganhar e consolidar vidas para Cristo; ensinar princpios doutrinrios da Palavra de Deus, a fim de treinar novos anunciadores do Evangelho, at que o Senhor venha, e assim acontea o que todos ns tanto esperamos o nosso arrebatamento, transformao em corpo espirituais, e subida para a glria, onde est o nosso Senhor.



Ap. Luiz Pereira Lima


Mensagens Anteriores